O islamofóbico Breivik odeia… noruegueses, de Arlene Clemesha

“O discurso racial, seja ele antissemita ou islamofóbico, possui uma relação mais estreita com o grupo que o professa do que com a sua vítima. Chega, em alguns casos, a prescindir da vítima, sendo capaz de criá-la à sua conveniência como imagem oposta de tudo aquilo que ele mesmo deseja ser, o espelho invertido da fantasia de si mesmo. É claramente no racista que devemos buscar a explicação do racismo”. Leia aqui  o artigo da Professora Arlene Clemesha, publicado pela Folha de S. Paulo de hoje.

Enviado por Leonel Campos

Anúncios

2 pensamentos sobre “O islamofóbico Breivik odeia… noruegueses, de Arlene Clemesha

  1. Se entendi, o racismo constrói o inimigo e, neste, projeta a oposição a si. Logo, é um dado menor da realidade, e mais um artifício ideológico de quem o professa? Se for, concordo. Muito bom.

Comentar

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s