Keith Haring em exposição

Grafiteiro, ele chegou a fazer 40 “desenhos de metrô” num só dia. É que, nos anos 80, os painéis de publicidade vazios foram a “mídia alternativa” de Keith Haring. Mais tarde, quando reconhecido como pintor, escultor, desenhista e um folgado etcétera, Haring teve sua carreira marcada por muitos projetos públicos, sobretudo os  ligados ao ativismo pelos direitos das minorias, e causas várias, como a luta contra o apartheid (ver imagem abaixo). A AIDS o levou com 31 anos, mas, em seus últimos anos de vida, tornou imortal o seu enfoque da doença, sem culpa mas com consciência. A exposição do “artivista” Keith Haring estará em São Paulo, no Conjunto Nacional, até 5 de setembro; no Rio de Janeiro, de 28 de setembro a 14 de novembro; e em Belo Horizonte, de 3 de dezembro de 2010 a 6 de fevereiro de 2011. Veja aqui  a biografia do autor e grande parte de sua obra (DV) – Dica do Cícero Krupp da Luz (IRI/USP).

Anúncios

Comentar

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s