“Privar um indivíduo de sua nacionalidade é atentar contra sua integridade”, entrevista de Guy Carcassone

Depois da proibição do uso do véu integral em espaços públicos e do anúncio da campanha de repressão aos ciganos, o governo francês propõe a perda de nacionalidade ou a “desnaturalização” de cidadãos franceses “de origem estrangeira”, deflagrando um grande debate jurídico. A atual obsessão securitária de Sarkozy procura desviar a opinião pública das denúncias de corrupção em seu governo, além de obnubilar sua péssima gestão da crise econômica. Mas se esta ofensiva em matéria de segurança tem a peculiaridade de estigmatizar os estrangeiros, isto se deve ao crescimento da extrema direita e o temor do governo de perder seus votos para a principal agremiação xenófoba, o Front Nacional. Assim, o Estado de Direito, numa das grandes democracias ocidentais, vai recuando diante, não de uma ameaça real, mas da mediocridade política. Nada mais oportuno, então, que a entrevista de Carcassone: “Mesmo um mau cidadão é ainda um cidadão. Podemos privá-lo de sua liberdade, mas não de sua personalidade, da qual a nacionalidade faz parte”. Leia aqui a excelente entrevista concedida por Guy Carcassone, professor de Paris X (Nanterre) e Sciences-Po Paris, ao jornal francês Libération.

Anúncios

Um pensamento sobre ““Privar um indivíduo de sua nacionalidade é atentar contra sua integridade”, entrevista de Guy Carcassone

Comentar

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s