A era da desatenção – somos todos hiperativos?

Após epidemia de diagnósticos de transtorno de deficit de atenção e hiperatividade em crianças, adultos encontram nas drogas Ritalina e Concerta, os nomes comerciais do metilfenidato, a tábua de salvação para o baixo desempenho na era multimídia -1,2 milhão de caixas de remédio foram vendidas no Brasil em 2008. Leia aqui a matéria de Marcelo Leite e Cláudia Collucci, publicada hoje na Ilustríssima.

Anúncios

Um pensamento sobre “A era da desatenção – somos todos hiperativos?

  1. Querida Deisy,

    Esse teu questionamento é, justamente, uma das teorias que desenvolvi lecionando, quando me dei conta que parcela significativa dos meus alunos adolescentes e pré-adolescentes eram entupidos de medicamentos para déficit de atenção. Detalhe: TODOS aqueles que frequentavam psicólogos/psiquiatras eram medicados. Os que não, bem, AINDA não tomavam nada. Problemas das crianças ou dos médicos? Algo para refletir no futuro.

    Beijos!

    F.

Comentar

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s